Prefeitura de Manoel Vitorino vai realizar o 13º Edição do Festival do Umbu


Prefeitura de Manoel Vitorino vai realizar mais uma Festa do Umbu, para se modernizar em seu segmento o nome da famosa Festa do Umbu foi alterado ganhando destaque junto as grandes Metrópoles da Bahia, agora, intitulada Festival do Umbu. Serão três dias de festa 02, 03 e 04 de fevereiro, nesse período, grandes atrações da música baiana estarão se apresentando na Capital do Umbu, os organizadores calculam que centenas de pessoas serão recebidas em Manoel Vitorino nesses três dias de festa que, movimentará o comercio trazendo renda e agregando valores a nossa cidade.

Essa já é a 13º Edição da famosa festa do Umbu de Manoel Vitorino, entre as atrações, várias apresentações regionais vai acontecer, terá desfile da Rainha do Umbu e apresentação da Banda que leva o nome Umbu com Leite, os dois produtos mais lucrativos do Município.

O evento realizado pela Prefeitura Municipal de Manoel Vitorino e Cooproaf, recebe o apoio da Aline Peixoto do Bahia Tursa, FIDA, Pró Semiárido, CAR, SDR e Governo do Estado.

Pelas redes Sociais o Prefeito Heleno Vilar recebe vários elogios pela grande administração que vem fazendo, Heleno fez questão de incluir no evento Palestras Culturais, Exposição dos produtos derivados do Umbu e Show Cultural. De acordo com a organização do Evento, o objetivo da festa, além de diversão, é movimentar a renda da cidade e trazer lucros para os comerciantes.

A programação da festa ficou assim:

Sexta dia 02/02

Reféns da Paixão, Trem Bala, Seu Maxixe

Dia 03/02

Umbu com Leite, Tierry, Sinho Ferrari

Dia 04/02

Fabio Maciel, Trio da Huanna, Amigas de copo

Dia 02 as 17:30

Mary Ouro

Dia 03 as 17:30

Trio Zabumbaia

Dia 04 as 17:30

A Nave

‘Vão eleger Bolsonaro no 1º turno’, diz pastor Silas Malafaia sobre ataques da imprensa


A reportagem do jornal Folha de S. Paulo que levanta suspeitas de que o clã Bolsonaro obteve enriquecimento ilícito através da atividade política foi tema de um vídeo do pastor Silas Malafaia, que comentou a postura tendenciosa da imprensa brasileira.

Em defesa de Jair Bolsonaro (PSL-RJ), Malafaia contextualizou seu argumento afirmando que é “uma vergonha” a reportagem da Folha por “juntar o pai e os quatro filhos para tentar dar a ideia de grandeza” para o patrimônio dos envolvidos.

O pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) também citou o caso em que ele mesmo foi alvo de ataques por parte da imprensa, como na ocasião em que a sucursal brasileira da revista norte-americana Forbes, especializada em grandes fortunas, o acusou de ser proprietário de um patrimônio de US$ 150 milhões.

Segundo Malafaia, “toda a imprensa” divulgou a versão da Forbes sem checar, e não deu ouvidos a ele quando foi à TV e mostrou sua declaração de Imposto de Renda. Na sequência, o pastor também lembrou que foi a “estrela” da Operação Timóteo, da Polícia Federal, em uma investigação de desvios de mais de R$ 70 milhões por ter recebido um cheque de R$ 100 mil de oferta de um dos envolvidos.

Depois de ilustrar os casos de parcialidade da imprensa, o pastor saiu em defesa do pré-candidato a presidente de forma mais enfática: “Bolsonaro é político há quase 30 anos ininterruptos. Quer dizer que ele não pode ter patrimônio? O próprio [Rodrigo] Janot, ex-procurador-geral da República, fizeram essa acusação contra o cara [Bolsonaro], ele mandou arquivar, não tem prova nenhuma”.

“Eu sou a favor de uma imprensa livre, mas não uma imprensa parcial”, pontuou Malafaia, acrescentando que “a maioria dos jornalistas têm tendências esquerdopatas”.

“Desse jeito a imprensa brasileira, que está com medo de Bolsonaro, vai acabar elegendo ele no primeiro turno”, apostou, fazendo referência ao fenômeno Donald Trump nos Estados Unidos, que foi atacado de forma enfática pela grande mídia e conquistou o posto de presidente na eleição em 2016, contra a ex-primeira-dama Hillary Clinton.

Delegado diz ter recebido “revelação de Deus” para solucionar caso de templo satânico


Delegado evangélico recebeu “revelação de Deus” para solucionar crimes

Nos últimos dias, o caso das crianças esquartejadas em um templo satânico no Rio Grande do Sul vem atraindo a constante atenção dos órgãos de comunicação. Durante uma entrevista ao programa Timeline, da Rádio Gaúcha, o delegado Moacir Fermino, responsável pelas investigações da Operação Revelação, fez afirmações surpreendentes sobre como solucionou o caso. O programa pode ser escutado na íntegra AQUI 

Identificando-se como um “servo de Deus”, o delegado evangélico declarou que profetas teriam lhe indicado os caminhos para a investigação, mostrando até quem ele deveria ouvir.

As duas crianças mortas no ritual foram encontradas esquartejadas em setembro de 2017, na cidade de Novo Hamburgo. Durante meses o caso não teve avanços significativos, mas nos últimos dias foi solucionado e resultou na prisão de quatro pessoas, e o indiciamento de outros três, que estão foragidos.

À rádio, Firmino disse que teve “revelação de Deus”, por isso batizou assim a operação da polícia.

– Essa pessoa que passou é profeta de Deus e estava comigo no carro e disse: ‘Deus tem uma revelação para ti’… Quando cheguei à delegacia e desci do carro, um outro profeta de Deus me ligou. Ele disse: ‘Delegado Fermino. Vem aqui que tenho tudo para te passar dessas crianças que foram encontradas’… Aí eu fui lá e anotei em um caderno. Foram passadas várias testemunhas e pessoas que dariam informações. Fomos atrás dos indícios — explica o delegado.

Ele confirmou que o sacrifício das crianças foi parte de um ritual para adquirir prosperidade, realizado pelo bruxo Sílvio Fernandes Rodrigues, que tem um histórico de envolvimento com magia negra. Dois homens da cidade de Novo Hamburgo pagaram R$ 25 mil para a realização do ritual satânico.

Logo em seguida, os entrevistadores da rádio Gaúcha questionaram se essa “revelação divina” do crime não fugiria das questões técnicas de uma investigação.

“As pessoas são estranhas, não acreditam em Deus. Eu tenho fé. Ele revelou pelos seus profetas”, resumiu Firmino. Em seguida, disse que teve “revelações” para solucionar crimes no passado. “Muitos outros. Para homicídios e outros crimes. Eu já cheguei a me ajoelhar na igreja e pedir a Deus”, contou.

Investigação polêmica

As declarações do delegado imediatamente geraram polêmica na Polícia. O diretor do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM), delegado Fábio Motta Lopes, num primeiro momento disse que aqueles que Fermino chama de “profetas” eram informantes que repassaram informações importantes para o desvendamento do caso.

Porém, o chefe da Polícia Civil do Rio Grande do Sul, Emerson Wendt, anunciou que uma reunião irá avaliar a “técnica policial” usada pelo delegado Moacir Fermino no inquérito.

Entrevistado pela rádio Gaúcha, Wendt declarou: “Não são efetivos dentro da técnica de imparcialidade necessária para uma investigação. A necessidade agora é que se faça avaliação técnica policial do inquérito”.

A advogada do bruxo, Denise Dal Molin Pellizzoni pediu a liberdade do seu cliente, alegando um suposto “abuso religioso” do delegado Moacir Fermino durante as prisões. A Polícia Civil sustenta que possui provas periciais e testemunhais, e que a crença do delegado não prejudicou a investigação. O juiz que determinou a prisão preventiva também elogiou a apuração policial, dizendo que há provas concretas. Com informações de Gaúcha ZH

Neymar é preso na Operação Verão: Com apelido de craque, primo de integrante do Baralho do Crime é preso


‘Neymar’, parente de Ednélson, o ‘Mágico’, foi flagrado por equipes da 14 CIPM (Lobato) com drogas

Guarnições da 14 Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Lobato), com ações ampliadas através da Operação Verão, prenderam em flagrante, na tarde de sábado (5), um criminoso com apelido de astro do futebol e primo de integrante do Baralho do Crime da SSP.

Conhecido como ‘Neymar’, André Luiz Santos Nascimento, 30 anos, primo de Ednélson Nascimento da Conceição, o ‘Mágico’, Rei de Paus, foi capturado, no Parque São Bartolomeu (Subúrbio Ferroviário), com aproximadamente 50 porções de cocaína, maconha e crack. Os militares acharam ainda uma balança, caderno com anotações do tráfico, entre outros materiais para comercialização de entorpecentes.
O primo de Neymar é procurado pelos crimes de tráfico de drogas, homicídios, associação criminosa e roubos. “Esta prisão mostra a participação de uma parte da família de Ednélson no esquema. Agora é continuar trabalhando para alcançá-lo”, contou o comandante da 14 CIPM, major Sérgio Marcos Ribeiro Paz.

Operação policial conjunta apreende 40 kg de maconha


Além das drogas apreendidas, a 93ª CIPM e a Polícia Federal prendeu dois conhecidos traficantes da região

Alexandre Gabriel dos Anjos Fonseca, 25 anos, e Diemerson dos Santos Souza, 26, foram presos, na manhã desta quarta-feira (3), em Planaltino, após uma ação conjunta da 93ª Companhia Independente da Polícia Militar (Maracás) e da Polícia Federal e que resultou também na apreensão de aproximadamente 40 kg de maconha, um chassi de motocicleta e material para preparo e venda da droga, como tesoura, fita adesiva e balança eletrônica.

Após denúncia anônima, a PF entrou em contato com a 93ª CIPM, informando que, num sítio localizado nas proximidades do antigo lixão público da cidade de Maracás, estaria escondida uma quantidade de drogas, além da existência de uma movimentação suspeita no povoado da Angélica.

Imediatamente, guarnições do Pelotão de Emprego Tático Operacional (Peto) e do 1° Pelotão se dirigiram ao local, onde encontraram Alexandre e Diemerson. Nas buscas realizadas nas proximidades da residência, foram apreendidos 22,5 tabletes de maconha enterrados.

A ação prosseguiu e, numa residência, foram localizados três homens, que fugiram, ao avistarem a aproximação das viaturas, disparando contra a guarnição. Apesar do cerco policial, não foram mais localizados, mas nos fundos da casa foram achados 18 tabletes de maconha. Alexandre Gabriel e Diemerson e todo material apreendido foram apresentados à Delegacia Territorial de Maracás.

Karla Angélica comemora ano de crescimento em seu ministério


O Ano de 2017 foi um ano muito especial na vida e na carreira da cantora Karla Angélica. Após deixar a carreira no funk e trilhar um novo caminho no evangelho  e na música gospel, a cantora encerra o ano de 2017 feliz pelas conquistas e pelo crescimento na sua vida espiritual e profissional.
Foram diversos projetos, entre eles o lançamento do CD e DVD Renascer Praise 20, onde participou na faixa “Vem, Espírito Santo”. Logo em seguida a cantora entrou em estúdio para gravar seu novo single, “Jesus, esse nome tem poder”, o qual foi lançado no palco da Marcha para Jesus de SP e em seguida em todas as plataformas digitais, além de um clipe no Youtube que alcançou mais de 600 Mil visualizações em menos de uma semana. Karla também finalizou a gravação de todas as músicas do seu novo CD que será lançado no início de 2018.

Além disso, a cantora participou de outros eventos como a Conferência Apostólica, entrevistas na TV como a Rede Gospel, acampamentos e cultos especiais no Brasil e na Florida (Estados Unidos).
Na internet Karla Angélica publicou mensagens e devocionais semanais baseados na Bíblia Sagrada. Além da preparação musical, Karla participou de cursos e ministrações para aprender e crescer cada vez mais no conhecimento da Palavra de Deus.
O Ano de 2018 inicia com muitos projetos. Novas músicas, novos clipes, vídeos devocionais e muitas outras surpresas.
Fiquem ligados nas redes sociais da cantora e não percam nenhuma novidade!

Ação conjunta da PM apreende cerca de 21kg de maconha em Jaguaquara


Foto: Divulgação SSP

Cerca de 21 kg de maconha prensada foram apreendidos, na tarde de quinta-feira (28), por guarnições do 19º Batalhão da Polícia Militar (BPM/Jequié) e 3ª Companhia da PM (CIA) em um matagal, na localidade conhecida como ‘Carecão’, município de Jaguaquara (distante 339 km de Salvador).

Os militares receberam uma denúncia anônima informando sobre a existência dos entorpecentes e da presença de um homem. Ao chegarem no local os policiais avistaram uma motocicleta e dando continuidade às buscas encontram Pablo Sandro Silva Santos, 43 anos, que ao notar a chegada das guarnições, atirou contra os PMs. No revide, o bandido foi atingido, socorrido para o Hospital Municipal de Jaguaquara, mas não resistiu.

O subcomandante da 3ª CIA, tenente Hianderson Cleiton de Brito Ribeiro, que participou diretamente da operação, explicou que o criminoso morto em confronto, segundo informações preliminares, estava no local aguardando uma outra pessoa para repassar as drogas.

Quando chegamos na localidade, encontramos o bandido com dois sacos grandes. Isso nos faz acreditar que ele embalaria o material e entregaria para alguém. Até porque, ele não conseguiria carregar sozinho toda a quantidade da droga em uma motocicleta”, explicou.

Além dos entorpecentes, também foram encontrados em posse de Pablo um revólver calibre 38, seis munições, uma carteira com diversos documentos , uma balança e um saco com pedaços da mesma droga.

Ainda segundo o subcomandante, o criminoso tinha envolvimento com o tráfico de drogas na cidade de Jequié e já respondia a um processo por homicídio cometido em Minas Gerais. “Fizemos o levantamento e descobrimos que ele era um dos principais fornecedores de atacado de drogas, ou seja, comercializava os entorpecentes em grandes quantidades”, disse.

Os materiais apreendidos foram encaminhados para a Delegacia Territorial de Jaguaquara onde o caso foi registrado.