Secretária de Saúde de Manoel Vitorino participou da abertura do Mutirão de Cirurgias do Estado da Bahia


Foto: Divulgação | Facebook do Governador

Secretária de Saúde Jocinha Lima e o coordenador Leonardo Gomes participou hoje (24), da abertura do Mutirão de Cirurgias do Estado da Bahia, com a Primeira Dama Aline Peixoto e o Governador Rui Costa.

Em sua pagina do Facebook Rui Costa escreveu: Quando o amor fala mais alto, a gente consegue transformar a vida das pessoas! Foi assim que o Mutirão De Cirurgias nasceu e segue mais forte, levando mais saúde por toda Bahia. Parabéns a todos da equipe e me permitam um abraço especial em Aline Peixoto que idealizou esta linda ação.

Giro da semana e reportagem exclusiva, assista o vídeo!


Giro da semana e reportagem exclusiva, assista o vídeo!

Posted by Levy Barros on Sunday, April 22, 2018

Prefeitura Itinerante realiza atendimento na região de Mamonas


Fotos: Levy Barros

A cerca de 100 km de distância da sede do município, a região de Mamonas sofre a dura consequência de um povoado que vive em localidades de difícil acesso e longe dos recursos da cidade. Visando a inclusão e o bem-estar dessa região o prefeito Heleno Vilar inaugurou hoje (21), o programa Prefeitura Itinerante, recém lançado, que visa o atendimento de todas as secretarias direto com a população. Hoje a região de Mamonas recebeu a Prefeitura Itinerante com o atendimento das secretarias de Obras, Finança, Administração, Saúde, Bem-estar Social, Agricultura e Educação. O prefeito Heleno Vilar ouviu a população, debateu temas importantes para a região e atendeu vários pedidos e demandas dos moradores. Na oportunidade, o prefeito Heleno Vilar e a secretária de Saúde Jocinha Lima entregaram à população de Mamonas uma Ambulância totalmente recuperada e em perfeito estado de conservação que vai atender as necessidades das regiões de: Mamonas, Constantino, Ribeirão do Peixe, Pilão, Barreiro, Queimadas, Jatobá e demais regiões.

Heleno Vilar fez questão de ressaltar a presença dos vereadores Ailton Nascimento e Jairo Espírito Santo que, juntamente com os vereadores Antônio Venâncio, Marcelo Vilar e o vice-prefeito Silvany Barros vem fazendo um ótimo serviço ao seu lado e em suas regiões.

Também houve atendimento médico, aferição de pressão e vacinação, além de palestras sobre os cuidados e prevenção contra a Dengue, Zika, Chikungunya e gripe A (H1N1).

Por meio da secretaria de obras o prefeito deliberou também, ordem de serviço para a recuperação de trechos críticos de estradas daquela região, além de mais de 50 horas de retroescavadeira para abrir poços em riachos, 14 famílias serão beneficiadas.

MEZCLA marca presença no lançamento da 39ª Exposição Agropecuária, Industrial e Comercial de Jequié


Um grande evento na sede do Sindicato Rural de Jequié promoveu o lançamento da 39ª Exposição agropecuária, Industrial e Comercial de Jequié e 16ª edição da Expo Nacional. O encontro reuniu produtores rurais, empresários, políticos e imprensa para apresentação do projeto.

Foto: Divulgação | MEZCLA

A noite de sexta feira, 20 de abril de 2018, foi marcada pelo lançamento da tradicional Expo Jequié. Os eventos: 39ª Exposição agropecuária, Industrial e Comercial de Jequié e 16ª edição da Expo Nacional, serão realizados simultaneamente no Parque de Exposição Luiz Braga entre os dias 19 e 27 de maio do corrente ano. Durante os nove dias de festa, serão realizadas exposições de animais, gado de leite, equinos, caprinos e ovinos, torneio leiteiro, leilão de manga-larga marchador, rodeio, shows musicais, feiras de negócios e produtos da agricultura. O Presidente do sindicato rural Coronel Ivo Silva Santos que conduziu o encontro, lembrou-se da primeira edição da Expo Jequié, no ano de 1947, que é hoje, sem duvida, uma das mais importantes feiras de negócios do estado da Bahia. Para o empresário José Carlos Moreira (Preché), proprietário da Mezcla Distribuidora, a Expo Jequié é uma vitrine a céu aberto. – “Evento que permite a empresários e produtores rurais, apresentar seus produtos e serviços, com reais oportunidades de bons negócios, além de estreitar laços comercias e parcerias com seus clientes/ fornecedores”. José Carlos disse ainda que a Mezcla estará presente com seu Stand trazendo grandes novidades, lançamentos de produtos, serviços e que pretende contribuir com a exposição, disponibilizando inclusive, palestrantes renomados proporcionando a troca de informações.

Lula pede para receber visita de Ciro Gomes na cadeia


Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu na sexta-feira (20) à juíza federal Carolina Lebbos, responsável pela sua custódia, para receber na cadeia a visita do pré-candidato à Presidência da República pelo PDT, Ciro Gomes. Além disso, ele solicitou também falar com integrantes do PT e lideranças estudantis. De acordo com o site Uol, Lula disse no pedido, por meio dos advogados, que “não se opõe” a receber 10 visitantes, “registrando, adicionalmente, que deseja vê-los”. Todos eles pediram à Justiça para visitar o petista na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde Lula cumpre pena de 12 anos e um mês pela condenação no caso do tríplex, da Operação Lava Jato. Segundo a Lei de Execução Penal, um preso pode receber “visita do cônjuge, da companheira, de parentes e amigos em dias determinados”. Vale lembrar que várias nomes têm feito pedidos de visita a Lula, mas eles têm sido negados pela juíza. Um exemplo é o caso do governador da Bahia, Rui Costa, que foi até Curitiba com outros governadores do Nordeste para tentar falar com o ex-presidente, mas acabaram sendo barrados pela magistrada. Bahia Notícias.

Magno Malta chora ao falar de política e a responsabilidade da igreja: “O Brasil se esqueceu de Deus”


O Senador Magno Malta, que é evangélico e conhecido por sua postura contundente diante de questões polêmicas na política, publicou um vídeo em sua rede social onde comentou sobre a relação da política e a responsabilidade da igreja na sociedade. Durante sua fala, Malta chegou a se emocionar, dizendo que apesar de possuir um cargo político, sua função é pregar o evangelho.

Magno Malta começou falando da diferença administrativa entre Brasil e Israel. Citando o país judeu como exemplo, ele disse que lá, apesar da escassez de recursos, há fartura nos desertos, devido a boa utilização da tecnologia. Para o Senador, esse é um sinal de como o país é abençoado: “Nós temos uma aliança espiritual com Israel”, disse ele. “O que nós esperamos do novo Presidente da República é que reconheça Jerusalém”, completou.

Malta disse que apesar da situação política do Brasil ser marcada por corrupção, ele acredita que a igreja evangélica brasileira está reagindo e se tornando mais participativa: A igreja está tendo uma reação. A igreja teve uma visão. Ela não ficou esperando”, disse ele.

Malta também chamou atenção para o fato de que a responsabilidade da igreja é uma e a do governo é outra:

“Na verdade, a missão da igreja não é missão de governo. A missão precípua da igreja é pregar. E ninguém pode ouvir você pregar se estiver com sede, se estiver com fome. Saco vazio não fica de pé. Se a fé vem pelo ouvir, você tem que dar a possibilidade da pessoa estar lúcida para ouvir você, e ele [a pessoa] não vai fazer isso com fome ou com sede”, disse ele.

“Tem coisas que é Cesar que tem que fazer com os nossos recursos”, disse Malta, após afirmar que apesar da responsabilidade da igreja ser pregar o evangelho e prestar assistência social, o governo possui o principal dever de oferecer os recursos para isso: “Se 1% que foi para o Porto de Mariel fosse para o sertão, a realidade do nosso povo seria outra”, disse.

“Eu sou um pregador do evangelho. Eu estou Senador da República, e eu sei que o meu país, apesar de ser um país religioso… O Brasil esqueceu de Deus… O Brasil esqueceu de Deus”, disse Malta visivelmente emocionado. Para assistir o vídeo completo, clique aqui.

Drama: Pastor Márcio Valadão revela que pode estar com sintomas de Alzheimer


Pastor Márcio Valadão durante culto na igreja Lagoinha

Na manhã deste domingo(15), o pastor Márcio Valadão, líder da Igreja Batista da Lagoinha, fez uma revelação que preocupou a todos. Depois que ministrou, o que sempre faz nas manhãs de domingo, o pastor levantou a Igreja para a oração final e pediu que fosse levantado um clamor em seu favor.
O pastor revelou estar passando por um drama terrível nos últimos meses. O líder da Batista da Lagoinha contou emocionado que vive esquecendo o nome das pessoas próximas, como obreiros, pastores e amigos.

A notícia causou espanto e comoção de todos instantaneamente, enquanto o pastor ainda falava, líderes, pastores, ministros, e sua esposa, a pastora Renata Valadão, cercaram o pastor e fizeram um clamor para que Deus restaurasse sua saúde.

O pastor abriu o coração e contou que “pastor também enfrenta problemas”, mas ele crê que haverá uma intervenção divina, e sua saúde será restaurada. Márcio Valadão irá completar 70 anos em 2018.

 

7 erros que um casal não pode cometer


1- NÃO LEVAR A SÉRIO OS VOTOS  CONJUGAIS QUE FIZERAM NO DIA DO PACTO. 

“Prometo te amar em qualquer circunstância até que a morte nos separe.

2- PERMITIR QUE A FAMILIARIDADE GERE O DESRESPEITO. 

Um dos desafios no casamento, é manter o espírito romântico e a gentileza como quando os dois ainda eram namorados. Você ainda faz surpresas agradáveis para o seu cônjuge?

3- NÃO RECONHECER OS PRÓPRIOS ERROS E SEMPRE TRANSFERIR A CULPA PARA OUTRO.

Quando o marido e a mulher não reconhecem os próprios erros, cada um constrói um inferno para o outro. Podemos chamar isso de suicídio conjugal. Lembre-se, o desejo de mudar é uma grande prova de amor. Quem mais se esforça para que o seu casamento seja cada dia melhor?

4- NÃO TER UM CONSELHEIRO. 

A Bíblia diz no livro de Provérbios que na multidão de conselheiros há segurança. Um conselho sábio pode livrar o casamento de uma tragédia.  Qual foi a ultima vez que você procurou alguém para pedir um conselho sobre uma questão relevante sobre o seu casamento?

5- IGNORAR O VALOR DA MESA DE JANTAR COMO LUGAR DE ENCONTRO E COMUNHNÃO. 

Os casais levam a sério a importância da mesa de jantar e desligam a TV, o computador e o telefone quando estão fazendo suas refeições, vivem melhor e são mais felizes. É comum na sua casa todos sentarem à mesa na hora das refeições?

6- NÃO PRÁTICAR O DIÁLOGO SEXUAL COM A FREQUÊNCIA NECESSÁRIA.

Em qualquer área da vida, tudo o que é demais, não é bom. Porém, quando recebemos menos do que precisamos, é prejudicial. É um perigo quando o marido ou a esposa sempre sai de casa com uma carência crônica por falta de diálogo sexual. A frequência com que vocês praticam o diálogo sexual tem sido o suficiente?

7- VIVER UMA VIDA CONJUGAL DE FACHADA.

A insatisfação pode livrar qualquer casal de um casamento sem graça. Sempre é possível melhorar, depende da atitude de cada um. O segredo não é encontrar a pessoa certa, mas ser a pessoa certa dentro do casamento. Você está vivendo o que demonstra para as pessoas?

       Responda com sinceridade, qual a nota você daria para o seu casamento hoje? De 0 a 10.

Ex-líder de gangue teve sonho com Deus e hoje evangeliza na prisão


Manuel Rivera

Quem vê o pastor Manuel Rivera andando pelo pátio lotado da famosa prisão de San Francisco Gotera, em El Salvador, não o distingue das centenas de presidiários confinados ali. O homem baixo, de 36 anos, veste uma camiseta branca, shorts e chinelos de dedo. Na mão, traz consigo uma Bíblia surrada. Quando a abre e começa a falar, muitos criminosos endurecidos inclinam suas cabeças e alguns até choram.

As violentas gangues de rua e a pobreza crônica fizeram de El Salvador um dos países onde mais morre gente assassinada no planeta. Porém, o crescimento do cristianismo evangélico atrás das grades está oferecendo a muitos condenados uma maneira de romperem a espiral de violência.

Rivera tem um passado ligado ao crime. Até alguns anos atrás era um temido assassino da poderosa gangue “Barrio 18”. Hoje fala sobre amor, vida eterna e perdão para homens que exibem tatuagens de aranha negra, símbolo da gangue, em seus braços, pescoços e rostos.

“Costumávamos dizer que a gangue era nossa família, mas Deus tirou a venda dos nossos olhos”, explica Rivera. Quando abraçam a fé, esses homens podem deixar suas gangues sem retaliação, explica o pastor. Mas se não demostrarem que mudaram de vida, seus ex-companheiros de gangues podem matá-los, temendo que eles se juntem a outras gangues e se tornem inimigos.

A história do pastor Manuel Rivera não é muito diferente da maioria dos membros da igreja que funciona atrás das grades em San Francisco Gotera. Após anos fugindo da polícia e travando uma guerra sangrenta com gangues inimigas, ficou impossibilitado de ver sua família. Condenado por um de seus assassinatos, decidiu se voltar para a oração.

Um dia, conta, Deus lhe apareceu em um sonho, dizendo que Rivera teria seu próprio rebanho, que se tornaria um pastor, diz ele. Não terminou de cumprir sua sentença de oito anos, por associação criminosa, mas já lidera uma das igrejas do presídio.

Reabilitação pelo evangelho

A situação em El Salvador mostra que as autoridades já reconhecem seu potencial para reformar ex-membros de gangues. O governo do presidente Salvador Sanchez Ceren planeja usar Gotera como um modelo de “reabilitação religiosa” que deu resultado.

Luis Alfredo Alvarado Hernandez, membro de uma das igrejas evangélicas que funcionam no presídio, a Torre Fuerte, conta: “Era membro de uma gangue desde os 13 anos de idade, mas Deus me mostrou em sonhos que havia um paraíso e um inferno. Decidi abandonar a vida do crime porque não há futuro nela”.

Há dois anos, quase todos os presos de Gotera eram membros ativos de gangues. Agora, a maioria dos seus cerca de 1.500 apenados querem encontrar a redenção, diz Oscar Benavides, o diretor da prisão.

As conversões “mostram ao país que é possível reabilitar as pessoas envolvidas com essas gangues”, diz o ministro da Segurança, Mauricio Ramirez, minimizando as críticas de que o governo deveria fazer mais pela recuperação de detentos.

Dentro de Gotera, onde alguns detentos estão cumprindo sentenças de 100 anos por crimes acumulados, há pinturas coloridas de anjos e figuras religiosas adornando as paredes ao lado de citações bíblicas.

Alguns presos usam camisas com as inscrições “Soldado de Cristo” e “Jesus salvou minha vida”, carregam livros religiosos e fazem reuniões de oração.

Rodolfo Cornejo, 34 anos, cumpre uma sentença de 12 anos por porte de armas de fogo. Sua maior expectativa é poder sair e mostrar a seus filhos que é um novo homem. “As pessoas de fora não confiam muito em nós, acham que não podemos mudar. Mas podemos mostrar que é possível sim”. Com informações Reuters

Cláudio Duarte critica ideologia de gênero: “Deus não erra”


O pastor Cláudio Duarte é conhecido pela irreverência como prega a Palava de Deus. Mas falou muito sério durante sua participação no programa Raul Gil desde sábado (12), no SBT.

Ele foi o convidado do conhecido quadro “Pra Quem você Tira o Chapéu”, onde ele comentou sobre diversas personalidades políticas e religiosas do país. Também demonstrou posição firme sobre questões que contrariam a sua fé cristã.

O pasto Claudio elogiou a postura do juiz Sergio Moro no combate contra a corrupção, lembrou das lutas de Magno Malta e Marco Feliciano no Congresso Nacional e ressaltou a importância do trabalho de Silas Malafaia e Edir Macedo.

Ao explicar por que não tirava o chapéu para questões como a ideologia de gênero, afirmou que “Na ótica bíblica, Deus não erra. Ele criou homem e mulher”. Enfatizou que é a favor da família tradicional e contrário ao casamento gay.

Fazendo questão de lembrar que respeita a todos, diz também esperar que os que pensam diferente o respeitem. O pastor lembrou de seu posicionamento sobre isso no ano passado, quando criticou a homofobia no programa de Raul.

Uma das personalidades para quem ele não tirou o chapéu é o deputado federal Jean Wylly. Duarte considera que por ser um formador de opinião, a postura do parlamentar do PSOL em algumas entrevistas não é condizente com que o se espera de um representante político.

Outra pessoa para quem não fez a homenagem foi o ex-presidente Lula. Confessando que já votou e apoiou o petista, lamentou que muitas pessoas ainda o defendem com o argumentos do tipo “rouba, mas é bom”. “Imagina se eu roubasse o seu carro e te ofereço uma carona”, comparou.